O ato chamou a atenção das autoridades para a necessidade de destinar dois terrenos que estão localizados na Vila Carioca, próximo à Heliópolis, para a construção de moradias populares.

Cerca de 700 pessoas, marcharam empunhando bandeiras com frases de luta por moradia e simbolicamente abraçaram um terreno de propriedade do órgão público e colocaram diversas maquetes de casas em protesto pela falta de atenção para os moradores de favelas.

O Movimento luta pelo direito à moradia digna em áreas urbanizadas, com infra-estrutura e acesso a equipamentos sociais.

foto 122.jpg
foto 561.jpg