Unidas no propósito de viabilizar os primeiros projetos de autogestão na cidade de Suzano, região metropolitana de São Paulo, as duas principais entidades do movimento de moradia da Cidade – CEMOS e Movimento Pró-Moradia e a Associação da Ponte Rasa de São Paulo – realizaram neste último domingo (dia 07/02) uma visita ao Mutirão Colinas da Oeste, organizado pela Associação dos Trabalhadores Sem Terra da Zona Noroeste. O Mutirão é a primeira conquista do programa Crédito Solidário na capital e fica no bairro do Jaraguá.

Cerca de 100 famílias, participaram de uma belíssima apresentação sobre o funcionamento do mutirão, que foi preparada pelos próprios mutirantes e conheceram os 200 apartamentos que formam o empreendimento. A atividade – que faz parte do processo de organização do pré-obra dos projetos Zorilda e Dona Benta que estão sendo desenvolvidos em Suzano pelas entidades com apoio da Habitat e da Ambiente Arquitetura, respectivamente.

A visita renovou a esperança das famílias na conquista da moradia digna e fortaleceu o compromisso com a autogestão e o mutirão. Para o companheiro Brás, da CEMOS, “o pessoal da noroeste mostrou que moradia se conquista com luta e organização e esperamos poder fazer o mesmo, junto com nossos parceiros lá em Suzano”. Também participaram da visita os técnicos da Ambiente Arquitetura, membros da coordenação nacional da UNMP e técnicos da Prefeitura de Suzano.

A CEMOS e o PRÓ MORADIA são entidades habilitadas perante o Ministério das Cidades e com projetos em tramitação para aprovação da CAIXA.

Veja aqui a Apresentação CAO e CRE.