baner
   

  Início Organização interna Movimentos filiados Região Metropolitana Capital Região Norte > Associação Unificadora de Ações Populares (AUAP)
large small default
Região Norte > Associação Unificadora de Ações Populares (AUAP) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 20 Setembro 2007 10:16

Coordenação:
Coordenadora Geral: Raquel Odilon Gimenez
Vice-Coordenadora: Analice Santos do Nascimento

Endereço: Rua Augusto Rodrigues, 416 - Jd.Fontális (endereço atualizado). São Paulo - SP.
Fone e Fax: (11) 6992 6669
Número de participantes: 600 pessoas
Local de Atuação: Jd. Fontális - Zona Norte
Área de atuação: Moradia, Regularização Fundiária, Alfabetização de Adultos, Saúde e Trabalhos artesanais.

Histórico:
A partir de 1989, por conta do aumento do desemprego muitas famílias que moravam em outros bairros mais estruturados, pagando aluguel, juntamente com migrantes de várias regiões do Brasil começaram a ocupar áreas desta região no entorno da Serra da Cantareira na Zona Norte de São Paulo, provocando grandes desastres ambientais, como o desmatamento e desmoronamento de terras e acabando com as minas de nascentes de água mineral que deu origem ao nome do Bairro.
Vítimas da ação de grileiros de terras e da corrupção de funcionários municipais da Regional Jaçanã/Tremembé que vendiam lotes irregulares um bolsão periférico com mais 30 bairros excluídos de todos os benefícios sociais. Sem lei, justiça e organização. No entanto contamos com a ajuda dos movimentos sociais, a Igreja Católica, ADM - Associação de Defesa da Moradia que nos deram assistência jurídica gratuita com estágio de direito do Centro Acadêmico 11 de Agosto. Formamos comissões de moradores, participando da criação de lideranças comunitárias na Defesa do nosso direito a moradia.
Após 18 anos de lutas ainda temos muitos problemas e também muitas vitórias. Conquistamos a regularização fundiária, garantindo na justiça a preservação das casas que estavam sendo derrubadas, impedindo a grilagem de terras na Serra da Cantareira. Paralelamente lutamos nos setoriais como educação, saúde, saneamento básico (água e esgoto), pavimentação, iluminação, entre outros.

Principais conquistas:
Garantindo junto à justiça e o Ministério Público de não derrubar nem uma casa da região. Atualmente, a maioria das famílias, cerca de 60.000 mil pessoas, já está em processo de usucapião dentro da lei de regularização fundiária e Plano Diretor da Cidade de São Paulo que tomou esta região em área de interesse social e proteção ambiental. Conquistamos escolas de ensino fundamental e médio, creches, posto de saúde, iluminação pública, pavimentação, inclusão digital (Telecentro). Resta abortar a questão da violência justificada pela complexidade da região.

Lutas atuais:
-as necessidades estão divididas em setoriais para facilitar a demanda;
-setorial de moradia: 3 grupos do movimento de moradia (300 famílias), convênio com defensoria pública de habitação para a regularização fundiária (500 famílias);
-atendimento social: distribuição de leite para 50 idosos e 50 famílias;
-convênio MOVA: 3 salas de alfabetização de adultos (60 educandos), coordenação pedagógica, administração e monitoria;
-setorial de jovens: Hip-Hop, orientação ambiental (palestra de reciclagem) e sarau;
-setorial de artesanato: Tok de Mão com exposição no Parque da água Branca;
-setorial da saúde: orientação com palestras para mães e idosos, luta por postos de saúde e aumento da cobertura da demanda local.

Actualizado em Quarta, 28 Outubro 2009 08:41