União dos Movimentos de Moradia
– São Paulo

Tel: 11 3667-2307 - Email: ummsp@uol.com.br

Famílias Ocupam Terreno no Complexo do Aeroporto de Ribeirão Preto e Prometem Resistir à Reintegração de Posse

Há cerca de 30 dias cerca de 180 famílias, com o apoio da União dos Movimentos de Moradia de São Paulo, ocupam um terreno abandonado próximo ao Jardim Aeroporto em Ribeirão Preto SP
 
Despejados de outras favelas da cidade os ocupantes não tiveram outra maneira, senão, Ocupar este terreno que há anos está abandonado próximo ao Aeroporto de Ribeirão Preto.
 
Esta cidade, não possui uma política habitacional para as famílias de baixa renda,  e para piorar,  a ganância do capital imobiliário aumentou de forma absurda o preço da terra e dos aluguéis no município, não deixando outra alternativa para o povo Sem Teto, senão,  continuar o processo de ocupações para pressionar o poder público à viabilizar moradias para as famílias de baixa renda
 
Os Sem Teto exigem ainda, o fim dos despejos nas favelas e uma política de urbanização com segurança na posse, já que muitas comunidades existem há décadas Portanto,  e possuem o Direito:  à Usucapião, Demarcação Urbanística, e Concessão Especial para fins de Moradia nos termos do Estatuto da Cidade, da Constituição Federal, Medida Provisória 2220/2001, e Lei 11977/2009, do Programa Minha Casa, Minha Vida.
 
O Povo pobre de Ribeirão Preto quer morar com dignidade, pois, é inadmissível que em um dos municípios mais ricos do país, pessoas pobres sejam despejadas de suas casas sem direito à defesa,  como vem ocorrendo em diversas favelas da cidade.
 
Exigimos nossos direitos de morar com dignidade.  Somos trabalhadoras e trabalhadores que construímos esta cidade, e não aceitamos sermos jogados de um lado para outro.
 
Exigimos da Prefeitura a desapropriação de terrenos para construção de habitações populares, o fim dos despejos, com a inclusão das famílias do Jardim Aeroporto e de Outras Comunidades,  em Programa de Auxílio Moradia ou Bolsa Aluguel,   em Programas Habitacionais , ou Programas de Urbanização na própria comunidade.
 
Exigimos que prefeitura constitua uma mesa de negociação com as famílias ameaçadas, com a participação da CDHU e do Ministério das Cidades. Queremos Moradia e Reforma Urbana e o Direito à Cidade.
 
Ribeirão Preto, 15 de Fevereiro de 2010
 
Enquanto Morar for um Privilégio, Ocupar será um Direito!
 
União dos Movimentos de Moradia de São Paulo
Comissão dos Moradores do Jardim Aeroporto
 
Contatos Com Alemão UMM SP de Sertãozinho  : Fone 16 –  3041 6145 – 16- 91706310