União dos Movimentos de Moradia
– São Paulo

Tel: 11 3667-2307 - Email: ummsp@uol.com.br

Eu não tenho onde morar. É por isso que eu luto!

Estamos na rua em defesa do direito à moradia e à cidade!

 

Hoje, 7 de dezembro, a partir das 14 h, Concentração na escadaria da Catedral da Sé – São Paulo
O Governo Federal pisou no freio no programa Minha Casa Minha Vida. Com o programa paralisado o povo continua sofrendo com o preço do aluguel, perdendo tempo amassado dentro dos ônibus e do metrô lotados e enfrentando uma vida cada vez mais dura nas cidades. Por isso, estamos nas ruas novamente gritando por:

– retomada imediata das contratações do Programa Minha Casa Minha Vida Entidades;

– desburocratização do programa;

– agilidade nas análises das famílias participantes;

 

O Governo do Estado dorme em berço esplêndido e há muitos anos não sabe o que é investir em moradia. Todo ano o dinheiro conquistado pelo movimento fica parado ou serve agradar Prefeitos do interior do Estado em época de eleições. Por isso, queremos:

– renovação imediata do Convênio da Casa Paulista com o Programa Minha Casa Minha Vida Entidades;

– aporte aos empreendimentos Milton Santos (Azul A), Santa Zita (Azul B), Jeronimo Alves, Martin Luther King, Dorothy Stang.

– agilidade na liberação dos juros do aporte dos empreendimentos Florestan Fernandes e José Maria Amaral.

– encaminhamentos e definição sobre a solução definitiva aos conflitos nas áreas da Voith, Sítio dos Francos, Brasilândia B28: e Rua Frutal

– retomada do programa estadual de mutirões.

 

A Prefeitura quando começa e não termina. Diversos projetos dependem de mais agilidade. A burocracia é o maior problema. Queremos que os projetos saiam do papel. E, também:

– Repasse imediato da propriedade dos imóveis da Cohab, tais como Belém, José Bonifácio e outros;

– Liberação dos imóveis ocupados dos chamamentos realizados, Adventista e Santa Etelvina;

– Transmissão da posse dos imóveis da Vila Clarice, Carlo Palavittino 2, Carlo Palavittino 2, Barra Funda – Lote 1;

– Solução para os terrenos dos editais que ainda não foram disponibilizados para os movimentos;

– Isenção de IPTU dos imóveis dos empreendimentos Florestan Fernandes, José Maria Amaral, Milton Santos, Jerônimo Alves, Martin Luther King, Dorothy Stang, Alexios Jafet, entre outros.

– Regularização Fundiária dos mutirões Paulo Freire e Unidos Venceremos.