União dos Movimentos de Moradia
– São Paulo

Tel: 11 3667-2307 - Email: ummsp@uol.com.br

Escola da Defensoria realiza cerimônia de formatura dos participantes do I Curso de Formação de Defensores Populares nesta sexta-feira (29/01)

Depois de 15 aulas em oito meses, os cerca de 40 alunos que concluíram o I Curso de Defensores Populares participam nesta sexta-feira, 29/01, da cerimônia de formatura. O curso, promovido pela Escola da Defensoria Pública do Estado (EDEPE) em parceria com diversas entidades, visa promover a educação em direitos entre líderes de diversas comunidades da cidade de São Paulo, capacitando-os para encaminharem suas demandas ao Poder Público de forma autônoma, agindo, desta forma, como protagonistas no processo de transformação social. A cerimônia de formatura dos participantes será realizada no auditório do Instituto Sedes Sapientia, situado na avenida Ministro Godoy, 1484, no bairro de Perdizes, na Capital.

De acordo com o Defensor Público Gustavo Reis, diretor auxiliar da EDEPE, os participantes aproveitaram o curso da melhor maneira possível. “Houve bastante interesse por parte dos alunos, que acompanharam o curso com assiduidade e responsabilidade. Para a EDEPE, isso significa que a Defensoria Pública e seus parceiros conseguiram o êxito de suprir algumas lacunas na área de educação em direitos, que é a formação voltada para a cidadania”.

Durante os 15 encontros que aconteceram quinzenalmente de abril a novembro de 2009, os participantes puderam assistir a aulas teóricas e práticas sobre diversos temas relacionados à cidadania e aos problemas sociais. “A partir da experiência de vida dos alunos, pudemos travar diálogos e discussões, que enriqueceram muito os debates nas aulas. O tempo todo, os participantes se sentiam à vontade para opinar e até discordar das ideias propostas pelos palestrantes”, afirma Reis.

Sabrina Durigon Marques, gestora da equipe de projetos sociais do Escritório Modelo da PUC/SP (Pontifícia Universidade Católica), afirma que pôde perceber no dia-a-dia a mudança de organização das comunidades. “Percebemos no cotidiano que os objetivos do curso foram atingidos, pois uma vez que muitos Defensores Populares fazem parte das comunidades que atendemos aqui no Escritório Modelo, foi possível visualizar claramente esse crescimento na organização interna das associações de moradores”.

A gestora ainda aponta a responsabilidade assumida por esses Defensores Populares como uma das conseqüências positivas do curso: “Os Defensores Populares têm como compromisso multiplicar o saber para os demais membros das organizações das quais participam e, dessa forma, eles têm mais subsídios para lutar coletivamente por seus direitos”.

O I Curso de Formação de Defensores Populares é resultado de uma parceria entre a Escola da Defensoria Pública do Estado de São Paulo (EDEPE), Escritório Modelo da PUC – SP, União dos Movimentos de Moradia (UMM), Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos e Associação Paulista dos Defensores Públicos (APADEP). Conta, também, com o apoio da Defensoria Pública da União em São Paulo (DPU/SP), Curso Promotoras Legais, Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Central de Movimentos Populares (CMP), Centro de Educação Popular do Instituto Sedes Sapientiae (CEPIS), União de Mulheres de São Paulo e CEDECA Interlagos.

Coordenadoria de Comunicação Social e Assessoria de Imprensa
imprensa@defensoria.sp.gov.br