União dos Movimentos de Moradia
– São Paulo

Tel: 11 3667-2307 - Email: ummsp@uol.com.br

Compra antecipada de terreno viabiliza empreendimento habi tacional em São Paulo

A Caixa assinou nesta sexta-feira (4) contrato para a compra antecipada de terreno visando à construção de 894 unidades habitacionais em São Paulo. O investimento total é de R$ 8,48 milhões e os recursos serão do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS). O empreendimento, destinado a famílias com renda mensal até R$ 1,6 mil, está enquadrado no Programa Minha Casa Minha Vida – Entidades (PMCMV). O evento aconteceu no edifício da Superintendência da Caixa no centro de São Paulo (SP).

Na abertura da cerimônia, a gerente nacional de Habitação de Interesse Social, Tania de Carvalho Melo, comentou que o programa MCMV tem como foco principal o cliente. “A contratação é customizada para atender as demandas dos movimentos populares. Por isso, tudo é feito para atendê-los da melhor maneira possível e é uma honra para nós, da Caixa, participarmos desse momento de assinatura”, disse Tania Melo. Também a consultora da Presidência, Evaniza Lopes Rodrigues, lembrou que naquele mesmo espaço havia ‘nascido’ o formato da compra antecipada de terreno. “Foi a partir dessa idéia que a Caixa passou a priorizar o acesso à terra para favorecer os movimentos sociais”, conta Evaniza

A superintendente regional Cely Mantovani reforçou aos presentes que a assinatura representa um passo importantíssimo na viabilização de novos empreendimentos dentro do Programa Minha Casa Minha Vida Entidades, do Governo Federal. “É uma conquista também que merece ser comemorada pelos movimentos sociais em São Paulo” finalizou.

O residencial Cidade Tiradentes será construído na Estrada Cachoeira Paulo Afonso, no bairro Cidade Tiradentes, zona Leste de São Paulo. Os beneficiários serão famílias representadas por três entidades de moradia: Movimento de Moradia dos Encortiçados, sem Teto Catadores, de Papelão da Região Central de São Paulo (MMC), Movimento pelo Direito a Moradia (MDM) e a Associação dos Mutuários e Moradores da COHAB I (AMMO).

As 894 unidades habitacionais terão dois dormitórios, sala e cozinha conjugadas, banheiro e área de serviço coberta, com área construída de 43,35 m². O empreendimento prevê também a construção de salão de festas, área livre de uso comum, quadra poliesportiva, além de área de lazer e convivência.

Participaram ainda do evento de assinatura, o gerente regional de Governo e Judiciário da SR Sé, Rogério Gagliardi; o gerente geral da Ag. 25 de Janeiro (SP), Antônio Marsura, além dos representantes de cada movimento social envolvido.